sábado, 11 de outubro de 2008

Como será o rostinho do meu bebê?

Pouco tempo depois que a gente descobre que está grávida surge um pensamento que dura os nove meses e até vira sonho ou pesadelo algumas noites...

Já sabem a qual pensamento me refiro?

Sim, são muitos mesmo...

Mas um que deve ser comum a todas as mamães é "Como será que meu bebê é? Queria tanto ver seu rostinho... seus olhinhos, cabelinhos, narizinho, mãozinhas..."

No final a gente até já sabe se ele é agitado, se é calmo, se gosta dessa ou daquela música, se soluça de noite, se soluça de dia, mas o rostinho não adianta... só depois do parto mesmo.

Meu Deus do céu o que isso tem a ver com o caminhar do meu livro?

Estou me sentindo meio assim... meio que querendo ver aquilo que não pode ser revelado ainda, por não estar pronto.
Fico pensando que a historinha eu já conheço muito bem, sei cada virgulinha dela, mas... como será a sua capa, os desenhos de cada página, será que eles irão valorizar minha narrativa? Será que vou gostar do estilo do desenho? Será que ele acrescentará à minha historinha?

Já escrevi muitas historinhas, todas guardadas por aí, algumas eu ia "vendo" a cena e ia criando a narraiva, outras simplesmente me vinha o texto e um leve esboço mental de como poderia ser a ilustração...

Mas por uma total falta de condições motoras eu não sei passar para o papel aquilo que vejo como ilustração das minhas histórias... Então...

Cabe apenas a mim aguardar, como uma jovem mamãe que, esborrachada no sofá descansa seu corpo sobrecarregado, acariciando seu ventre volumoso e fértil, com olhar fito no futuro, imaginando o rostinho de seu bebê (enquanto pensa o que irá assaltar na geladeira!).

Certa de que tudo isso valerá muito a pena!

Beijos,

Mariana

7 comentários:

Simone - Mariana minha flôr disse...

Má, que delícia a gestação né, imagino que o livro deve ser como um filho, principalmente o primeiro.
Vou te contar uma coisa, hoje à três anos atrás descobri que estava grávida, exatamente nesse dia. Comemorei o dia das crianças com uma coisinha pequenininha no meu ventre, mais como se estivesse em meus braços.
Beijos

Mariana disse...

Ai q lindo Si!
Q delicia...o dia q descobrimos é sempre magico mesmo!

bjao

Mari!

Paula disse...

mari amo vc linda!n me eskeci de vc n
so ando sem tempo p ler c calma tanta coisa boa!sim, td q vem de vc eh sempre muito bom
fica c deus
bjs

Danny disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danny disse...

Mari tô até imaginando a sua ansiedade, também estamos ansiosas porque na verdade todas nós estamos um pouco gestantes desse livro. Também não vejo a hora de ver a carinha dele e poder levar pra Nathalia, como já te falei, estou muito curiosa pra saber qual é a história, a ilustração, tudo, mas me contenho por causa da surpresa que será. Quanto tempo falta para ele nascer mesmo??? Bjs flor e por enquanto estamos por aki aguardando o dia do parto.

Mariana disse...

Paula,
Apesar do tempo tb nao me esqueci e vivo desejando e torcendo por dias melhores pra sempre! Dias em q a gente possa olhar p tras e nao se arrepender de nada, dias em q o futuro q nos espera seja tao lindo q tenhamos vontade de correr ate ele ao inves de fugirmos dele... Espero dias em que olhemos p nos mesmos e so vejamos coisas lindas que nos façam satisfeitos.
Pa, de coraçao, é isso o q penso qdo me lembro de vc!

Danny,
Eu jamais esperaria , um dia se quer, ter tanto apoio nesse meu caminhar, como estou tendo com vcs aqui!
Cabe a mim agradecer de coraçao...
Obrigada! Mesmo!

MAri

Angélica disse...

Oi Ma, quanto tempo...
Que coisa boa essa espera não é mesmo. Eu tenho dito para uma amiga querida que está grávida que esse é mesmo um dilema: queremos muito ver o rostinho, abraçar e beijar o bebê, mas enquanto eles estão guardadinhos em nosso ventre, protegidos, alimentados, acarciados é tão bom também. Saber que podemos prover tudo a eles nesse momento.
E essa "nossa" espera, junto contigo, está deliciosa, com um que de quero mais, esperando o já famoso livrinho. Meu pequenote está esperando também.
Não vejo a hora de chegar aqui nesse "caminhar" e ver a foto e da data de lançamento do livro.
Agora só falta um pouquinho. Beijos.